O real progresso

Hoje poucos pensadores seriam tão audazes a ponto de identificar o avanço material da civilização europeia moderna com o Progresso em seu sentido absoluto, pois agora nos damos conta de que a civilização pode prosperar externamente e dia após dia crescer mais e mais barulhenta e mais rica e autoconfiante, enquanto ao mesmo tempo apequena-se em vitalidade social e perde contato com suas tradições culturais mais altas.

          Do livro Progresso e Religião, de Christopher Dawson.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Livro "Genocídio Americano: A Guerra do Paraguai" de Júlio José Chiavenatto

O excesso de candidaturas é sinal de vacuidade no poder

Mises e o Fascismo