Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2012

A Luta pelo Transporte em São Paulo

Imagem

A fé de Abraão

Imagem
"Movido pela fé abandonou Abraão a terra de seus antepassados e foi estrangeiro na terra prometida. Abandonou algo, a sua razão terrestre, por outra, a fé; se meditasse quão absurda era a viagem, jamais teria partido. Por causa da fé foi estrangeiro na terra prometida onde nada havia que evocasse o que ele amou, onde a novidade das coisas gravava em sua alma a tentação de um amargo arrependimento. Entretanto, era ele o eleito de Deus, aquele no qual o eterno se revia! Verdadeiramente, se fosse deserdado, destituído da Graça de Deus, compreenderia melhor esta situação que parecia ridicularizá-lo e à sua fé. Existiu também no mundo quem vivesse exilado da pátria amada. Não foi olvidada, como não foram esquecidas as suas queixas entretecidas ali onde ele, em sua melancolia, buscou e achou o que perdera. Abraão não nos deixou lamentos. Sentir-se apiedado de alguém e chorar com alguém que chore é humano, porém é maior aquele que acredita e mais reconfortante ainda é contemplar o cr…

Meia volta volver

Imagem
Depois de quase um ano sem postar absolutamente nada neste blog, eu resolvi retornar. O motivo da parada foi para mim muito importante: a necessidade de buscar um foco um pouco maior no último e derradeiro ano de minha graduação em História.
Neste último ano muita coisa mudou, e tenho a certeza de que muitas outras ainda hão de mudar até o fim de 2012 e com certeza em 2013. Nem toda a mudança é positiva, mas as que espero são amplamente positiva.
Quanto ao futuro desse blog, cheguei a conclusão de que ele me é extremamente necessário. Ele é bem visitado, não sei exatamente por que cargas d'água, mas é. Nos veremos muitas vezes. Um fraterno abraço aos bons leitores desse blog.

Lidos

De Outubro de 2011 até 26 de outubro de 2012.
Rumo a Estação Finlândia (Edmund Wilson) – Cia das LetrasAventura, Corrupção e Terrorismo: a sombra da impunidade (Dickson Melges Grael) – Editora VozesCarta ao Papa (Leon De Grelle) – Editora RevisãoO Campo da História (José d’Assumpção Barros) – Editora VozesO Espetáculo das Raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil – 1879/1930 (Lilia Katri Moritz Schwarcz) – Cia das LetrasDesobediência Civil (Henry David Thoreau) –  e-bookO Século XX de 1914 aos nossos dias (René Rémond) – CultrixGeopolítica e Projeções de Poder (General Meira Mattos) – Biblioteca do ExércitoO Século de Luís XIV – Col. História Universal (Carl Grimberg) – SegmentoO Queijo e os Vermes (Carlo Ginzburg) – Cia das LetrasA Revolução de 1930: História e Historiografia (Bóris Fausto) – BrasilienseHayek na UNB (Transcrição) – Editora UNBA Era das Revoluções (Eric Hobsbawm) – Paz e terraCiência e Política: duas Vocações (Max Weber) – Martin ClaretBandeirantes e …

Tu elevaste nossa pequenez

Nós te louvamos, Senhor, porque nos concedeste uma graça imensa, a qual devemos agradecer-te. Tu te revestiste de nossa humanidade, desceste com tua divindade,  elevaste nossa baixeza, ergueste-nos de nossa queda, ressuscitaste nossa inteligência, venceste nossos inimigos e honraste nossa pequenez. Senhor, nosso Deus, por causa da superabundância de tua graça,  nós te respondemos com cânticos, com glorificação e com adoração agora e sempre. (Meditação tirada das partes mais antigas da liturgia caldeia, Século II-III.  In.: DURCASE. Jean. Palavras para rezar – orações dos grandes orantes.  SP.: Paulinas, 1993.)